TEMAS IMPORTANTES – TEXTOS E EXERCICIOS

 

De uma hora para outra, pessoas iam dormir e não acordavam mais. Se você desse uma chacoalhada, ela até despertava. Aí comia alguma coisa, ia ao banheiro, mas sempre se arrastando pela casa, cansada como se tivesse passado dois dias sem dormir. Então, ia para a cama de novo. Talvez para um sono sem fim. Esse sono mais do que mórbido matou 5 milhões de pessoas. Depois, sumiu sem deixar vestígio nenhum. Até hoje, ninguém sabe que vírus ou bactéria causou aquilo. Foi uma das pandemias mais violentas da história da humanidade. E fora ter levado um nome (encefalite letárgica ou inflamação no cérebro que deixa a pessoa pregada, em português claro), a doença continuou envolta em mistério. Apavorante. Mesmo assim, a praga quase não chamou a atenção. É que logo depois surgiu um vírus bem pior: o H1N1.

Em 25 semanas, esse vírus matou mais gente do que 25 anos de AIDS. No começo, não parecia grande coisa. Quase todo mundo que pegava a gripe acabava sarando. O problema: uma hora tinha tanta gente infectada que a taxa de mortalidade, de 2,5%, foi o bastante para transformar meio planeta em um inferno. Escavadeiras passaram a abrir valas para enterrar montes de corpos, embrulhados em lençóis. Chegou uma hora em que parentes das vítimas deixavam os corpos na rua para serem recolhidos. Uma em cada 36 pessoas do mundo acabou morta.

Era a gripe espanhola, causada por uma versão mais letal desse mesmo vírus de hoje, o influenza H1N1. Ela só agiu entre 1918 e 1919, mas foi o suficiente para matar 50 milhões em um mundo com 1,8 bilhão de habitantes. Mais do que o dobro de mortos nos quatro anos da Primeira Guerra Mundial. Alexandre Versignassi & Barbara Axt. Os verdadeiros donos do mundo. In: Superinteressante, ed. 268, ago./2009, p.52-4 (com adaptações).

QUESTÃO 1 -Quanto às informações do texto I, assinale a alternativa correta.

(A) A gripe espanhola gerava mortes sem dor, pois as pessoas morriam dormindo.

(B) As epidemias e as pandemias do século XX promoveram drástica redução da humanidade terrestre.

(C) O influenza H1N1 é um novo vírus, desconhecido pela ciência, por isso ainda sem controle.

(D) O sono provocado pela encefalite letárgica, embora letal, era salutar, suave e restaurador.

(E) O vírus da gripe espanhola teve ação menos devastadora que o da gripe suína, até o momento.

QUESTÃO 2 – Assinale a alternativa em que a reescritura de parte do texto I modifica a ideia original do texto.

(A) Frequentemente, pessoas iam dormir e não acordavam mais. (linhas 1 e 2)

(B) Caso você desse uma chacoalhada, ela até despertava. (linhas 2 e 3)

(C) Ia ao banheiro, no entanto sempre se arrastando pela casa. (linhas 3 e 4)

(D) Ainda assim, a praga quase não chamou a atenção.(linhas 13 e 14)

(E) Pois logo depois surgiu um vírus bem pior: o H1N1. (linhas 14 e 15)

QUESTÃO-3 – O trecho “Em 25 semanas, esse vírus matou mais gente do que 25 anos de AIDS.” (linhas 16 e 17) pode ser reescrito, sem que haja alteração de sentido nem incorreção gramatical, da seguinte forma:

(A) Nas últimas 25 semanas, o H1N1 matou mais gente que a AIDS.

(B) Em 25 anos, a AIDS matou mais gente do que esse vírus em 25 semanas.

(C) Esse vírus, durante 25 semanas, matou mais do que a AIDS mata.

(D) O H1N1 matou, em 25 semanas, mais gente que a AIDS em 25 anos.

(E) Esse vírus, o H1N1, matou mais do que a AIDS em 25 semanas.

A história da energia se confunde com a evolução e a modernização da sociedade, na redução das fronteiras de comunicação entre comunidades geograficamente separadas, e com o aumento da intensidade do fluxo de pessoas e mercadorias. O fogo, o carvão, a eletricidade, o petróleo, as energias renováveis, a energia nuclear e outros recursos transformaram as nações, as empresas e o modo de vida das famílias. Essa grande evolução da sociedade tem seu início quando os homens das cavernas descobriram, no fogo, recursos que podiam ser utilizados a seu favor. No início desse domínio, o homem apenas atendia a necessidades básicas, como se proteger de animais, do frio e cozinhar. Mais tarde, ele desenvolveu novas técnicas, como o derretimento de minerais, que passaram a ser usados para a fabricação de armas e ferramentas de trabalho. A descoberta de como "fazer" o fogo por meio do

atrito de pedras e madeiras foi o marco inicial do domínio do homem sobre a produção de energia. E esse domínio se estendeu sobre outras formas; prova disso foi que o homem passou a utilizar a força das águas, dos ventos e dos animais no auxílio de seus trabalhos. No entanto, outra grande descoberta energética do homem só ocorreu no século XVIII, com o advento da máquina a vapor, descoberta que marcou a I Revolução Industrial e mudou os modos de produção da sociedade. No século XIX, outro grande salto é dado com o desenvolvimento do motor a combustão, e com o uso de novas fontes de energia, utilizadas até hoje, como é o caso do petróleo. Há pouco mais de 100 anos, surgiu a energia elétrica, que, aliada à máquina a combustão, foi a responsável pelo modo de consumo que vivemos hoje. Com essas descobertas e a ambição do homem, a necessidade por maiores quantidades de energia tornou-se crescente. Sem perceber o mal que isso traria no futuro, o homem se valia basicamente de energias não-renováveis da Terra, como carvão e petróleo — ambas, fontes esgotáveis. Essa utilização desenfreada de recursos naturais esgotáveis causou o aumento exponencial da poluição ambiental, que atualmente é mensurada em toneladas de CO2 na atmosfera. Os efeitos dessa atitude já são sentidos pelos seres humanos, como o aquecimento global, o derretimento das geleiras, a extinção de animais, entre outros, e nos levam a diversas hipóteses sobre o futuro de nosso planeta. O que se sabe é que parte desse efeito pode ser compensado pelo reflorestamento, por mudanças de hábitos e pela utilização de combustíveis alternativos e

ecologicamente corretos. CPFL Energia. Diretoria de Comunicação Empresarial e Relações Institucionais. Eficiência energética um aprendizado sustentável: manual do professor (com adaptações).

QUESTÃO 04 -Acerca das ideias apresentadas no texto I, assinale a alternativa correta.

(A) Fontes de energia, utilizadas até hoje, como o carvão, o petróleo, as forças das águas, que remetem ao homem das cavernas, atestam o espírito criativo do ser humano na busca de satisfazer sua necessidade de se proteger de animais, do frio e cozinhar.

(B) A imagem que ilustra o texto verbal exibe os objetos explicitados em palavras.

(C) O homem provoca o aumento da poluição ambiental porque ainda não sentiu os efeitos de suas atitudes impensadas e destruidoras.

(D) A evolução da humanidade favoreceu a convivência de comunidades distantes, incrementando a intensidade do fluxo de pessoas e mercadorias. A modernização da sociedade exigiu soluções energéticas, e outros recursos transformaram as nações, as empresas e o modo de vida das famílias.

(E) A descoberta da energia elétrica, aliada à ambição do homem, tem levado à progressiva destruição do planeta, pois o homem se vale basicamente de energias não-renováveis da Terra, como carvão e petróleo, ambas fontes esgotáveis.

QUESTÃO 05.

Rita Camata (Deputada e uma das redatoras do ECA): Nesses 19 anos do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente, acredito que nosso principal objetivo é reforçar a luta para que nosso País invista muito, e bem, em educação de qualidade. Havemos de reconhecer que já tivemos dias piores e conquistamos muitos avanços, mas ainda são insuficientes. Hoje temos condições concretas, e recursos inclusive, para investir pesadamente num sistema de educação pública forte, universal, necessário para por fim às enormes disparidades sociais existentes em nosso País. Essa é, sem dúvida, a melhor maneira e a mais eficiente de consolidar nossa democracia.

Fabricio Paz (Estudante e membro da Viração): Falar do ECA é falar em vida. Mas percebo que a cada dia os direitos das crianças e adolescentes são mais violados. Depois de 19 anos, gestores que não fizeram suas lições de casa querem reduzir a maioridade penal. É momento de repensar como se faz política para criança e adolescente no Brasil. Não entendo como tem gente que diz: "O ECA é para proteger vagabundo". O ECA foi criado para proteger o país de si mesmo. O sonho perdido de ser policial para ser vendedor de doces nos faróis é o sonho perdido de uma geração. A lágrima da criança violentada é o choro da alma da humanidade. Por isso, viva 19 anos de lutas e conquistas! Viva a esperança de uma nova história, feita pelas tintas da pureza e da ousadia de nós, crianças e adolescentes do Brasil

Com relação aos direitos Humanos, Marque a alternativa correta.

a) A eficiência do sistema educacional consiste na universalização do acesso ao ensino superior, conseguida com PROUNI.

b) O Estatuto da Criança e Adolescentes, por razões práticas, deve se desacreditado, pois houve um aumento da violência e crimes praticados pelos adolescentes.

c) Educação de qualidade é, ainda, o grande desafio do sistema educacional brasileiro, pois quanto ao analfabetismo, o problema já foi plenamente superado.

d) A modernização do sistema penitenciário, construção de prisões de segurança, contratação de novos funcionários, o respeito aos direitos dos presos, controle adequado do número de presos, é motivo de reconhecido mérito em defesa dos direitos humanos.

e) Do ponto vista social, O ECA representa um avanço considerável, pois protege e coloca a criança e o adolescente sob uma proteção especial do poder público.

QUESTÃO 06.

Países doadores ofereceram mais dólares do que era esperado para ajudar a reconstrução do Haiti, país devastado por um forte terremoto em janeiro, disse nesta quarta-feira o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon. Segundo ele, os mais de cem países participantes da Conferência para um Novo Futuro para o Haiti na sede das Nações Unidas, em Nova York, prometeram US$ 5,3 bilhões nos próximos dois anos, com um total de US$ 9 bilhões em longo prazo. A ONU esperava angariar US$ 3,9 bilhões para os próximos dois anos. O ex-presidente americano Bill Clinton e o primeiro-ministro do Haiti, Jean-Max Bellerive, vão supervisionar um fundo. A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, disse que seu país reservaria RS$ 1,15 bilhão para a recuperação de longo prazo que, segundo ela, deve ser planejada e executada pelo governo haitiano. – Também temos de comprometer nossos melhores esforços para fazermos o melhor, oferecer nosso apoio de maneira mais inteligente, mais efetiva, que produza resultados reais para o povo do Haiti – disse Hillary. A reunião desta quarta-feira contou também com a presença do marido de Hillary, o ex-presidente Bill Clinton, representante especial da ONU para o Haiti.

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, anunciou o Brasil vai doar US$ 172 milhões para a recuperação a longo prazo e reconstrução do país caribenho. O montante inclui US$ 9,45 milhões para projetos de saúde, US$ 40 milhões pelo programa Brasil-Unasul e uma bolsa de US$ 15 milhões em auxílio direto ao governo haitiano.

O plano de recuperação do governo do Haiti, país mais pobre das Américas, prevê a descentralização da economia, com a criação de renda e trabalho fora da capital, Porto Príncipe, cidade mais afetada pelo terremoto, com 4 milhões de habitantes.

O primeiro-ministro Jean-Max Bellerive afirmou que o governo precisaria de US$ 350 milhões nos próximos seis meses para custear seus gastos. O terremoto de magnitude 7 matou até 300 mil pessoas e destruiu milhares de edifícios, inclusive as sedes de todos os ministérios. O prejuízo no país foi estimado entre US$ 8 bilhões e US$ 14 bilhões. Uma grande preocupação das agências humanitárias é a chegada iminente da temporada de chuvas, que já começaram a atingir os precários acampamentos de desabrigados. – Precisamos de água, comida, banheiros, saúde, luz e barracas de campanha – disse Silverin Nono, líder eleito do acampamento formado na ladeira chamada Bas-Canaan, ao norte da capital. Ban disse que a recém-criada Comissão para a Recuperação Haitiana deve distribuir US$ 3,9 bilhões num prazo de 18 meses, lançando um projeto mais amplo para melhorar serviços básicos de saúde, saneamento, educação e moradia. O Banco Mundial, gestor das verbas da reconstrução, disse que US$ 79 milhões serão liberados até junho de 2011, e que isso inclui o cancelamento total da dívida haitiana com a instituição.

a) A ajuda humanitária descrita no texto tem sido constante na história recente da humanidade, porém fato novo que não era comum a antes da criação da ONU na segunda metade do século XX.

b) Em termos de morte, o terremoto do Haiti teve a mesma proporção da catástrofe chilena.

c) A ajuda humanitária ao Haiti será coordenada pelo Brasil, país que atua na região desde os anos noventa em função da missão de paz organizada pela ONU.

d) A desorganização política do Haiti e desestrutura urbana não tiveram tanta importância para que o número de mortos fosse tão alto, uma vez que a tragédia se explica pela própria magnitude dos tremores de terra.

e) Não é possível estabelecer relação entre a intensidade dos fenômenos naturais e a desordem social provocada também pela trágica ocupação territorial, quase sempre sem planejamento.

QUESTÃO 07.

Alguns desafios claros e pontuais e outros nem tanto emergem do oriente médio e cobram dos Estados Unidos e do mundo ocidental presteza e rapidez em suas ações. O unilateralismo da doutrina Bush – combate ao terrorismo, combate as armas de destruição em massa e combate aos financiadores do terrorismo – arrastou os americanos para uma verdadeira cruzada e inimigos foram apontados sem hesitação, portanto, o alvo era o Eixo do Mal ( Coréia do Norte, Irã, Iraque). Desde 2001, depois dos ataques às Torres Gêmeas, o intervencionismo americano cresceu no oriente médio, talvez em maior proporção crescesse também o antiamericanismo alimentando o Jihadismo e as correntes mais radicais dentro da causa palestino-islâmica.

Em resposta a audácia dos combatentes de Alá e os “sanguinários da AL Qaeda, Wasghinton quebrou protocolos internacionais e a vingança seria inversamente proporcional ao agravo. As guerras contra o Afeganistão e contra o Iraque miravam a retirada de velhos aliados e agora fortes inimigos do poder: caíram Sadam Husseim e Mulá Omar, capitão espiritual do Talebã. Em seus lugares foram instalados débeis regimes democráticos que convivem com a incerteza e dependem para sobreviver da efetiva presença militar americana. Por outro lado, novas preocupações somam-se as já antigas e os novos espaços vão sendo preenchidos com a mesma ideologia que o ocidente não entende ou por fingir quer não entender.

Sem Sadam Husseim, os Xiitas proclamadores do Estado Teocrático no Irã estão prontos para fazer o mesmo pelo Iraque. Assumem, no seu atual representante, a responsabilidade de restabelecer a lei religiosa e se colocam como aliados daqueles que jurarem fidelidade à luta contra os infiéis, principalmente contra os americanos e judeus. Com fins ousados, Alhamadinejad e cavaleiro de um proclama nuclear audacioso, aliado a testes de mísseis sofisticados e capazes de alcançar Israel e por isso se configura como a maior ameaça aos interesses americanos. Mesmo na era Obama, o tempo de diálogo com o Irã está se acabando segundo fontes da Casa Branca. Sanções econômicas, embargos comercias são as armas do mundo ocidental para pressionar o regime iraniano a permitir a inspeção incondicional, segundo os parâmetros do TNP, do qual o Irã é signatário, das instalações e usinas de enriquecimento de urânio. A diplomacia brasileira, após a visita do Ahmadinejad ao Brasil, declarou se favorável ao direito que o Irã de tem de produzir energia nuclear para fins pacíficos tanto qualquer outro país do mundo.

Com relação ao tema, marque a alternativa incorreta

a) O programa nuclear iraniano, investigado exaustivamente pela Agência Internacional de Energia Atômica, pode ser considerado como exemplo de uso pacífico da tecnologia.

b) Distante do TNP, o país de Ahmadinejad não tem obrigação de permitir a fiscalização de suas instalações nucleares.

c) A vertente que mais cresce do terrorismo é a ligada ao jihadismo islâmico que tem como alvo exclusivo os Estados Unidos.

d) Ao obter êxito, o atentado ocorrido no 11/09/2001, a Al qaeda levou os EUA a se recordarem e a admitirem a enorme vulnerabilidade de seu sistema de defesa.

e) A democracia se consolidou em todo oriente médio, o sucesso nas eleições do Iraque e do Afeganistão atestam o declínio dos seguidores de Sadam Husseim e do Talebã.

QUESTÃO 08.

A produção brasileira de gás natural crescerá nos próximos anos em decorrência da entrada em operação de campos importantes nas bacias do Espírito Santo, de Campos, 4 Santos e Camamu. No Amazonas ficará pronto o gasoduto que ligará Coari a Manaus, que cria uma demanda permanente e expressiva para o gás extraído dos poços de Urucu.7 Nesse sentido, já em meados da próxima década, o Brasil será o principal supridor do seu mercado interno de gás natural, reduzindo substancialmente o grau de incerteza que 10 predominou no setor nos últimos anos — razão de muitos investimentos previstos nessa área terem sido engavetados.O Brasil apostou alto na parceria firmada com a Bolívia para 13 o suprimento de gás. O país comprometeu-se a comprar um enorme volume do produto antes mesmo que os reservatórios tivessem sua capacidade de oferta comprovada. O Brasil 16 também bancou financeiramente grande parte do gasoduto construído no lado boliviano. O contrato de longo prazo assinado entre as partes 19 previa revisões periódicas dos preços com base em cotações do mercado internacional. Ainda assim, a Bolívia resolveu, por questões 22 políticas internas, depois da eleição do presidente Evo Morales, mudar as regras no meio do jogo. Desde então, não existe garantia de que novos investimentos serão realizados 25 lá para manter o suprimento previsto. E o cumprimento das cláusulas contratuais tornou-se algo também duvidoso.O Globo, Editorial, 12/4/2009 (com adaptações). Com base no texto acima, julgue os itens de a seguir

01. Nos últimos anos, os investimentos no setor energético tem sido uma constante estratégia do atual governo.

02. A Bolívia, após a eleição de Evo Morales, fortaleceu o compromisso de se manter fiel aos contratos assinados com o Brasil.

03.No Pré-Sal brasileiro, o governo Lula pretende ter o mesmo comportamento do seu colega boliviano, já que a criação de Petro-Sal evidencia uma estatização do setor.

04. A construção da Usina de Belo Monte, a segunda maior do pais e terceira do mundo, revela a audaciosa política brasileira para setor, marcar dos investimento internos desde a década de 90.

06. A emenda Ibsen Pinheiro criar novas regras para a divisão dos royalties do pré-sal, mantendo a participação dos Estados Produtores e sem afetar os interesses cariocas.

07. O modelo de partilha é a melhor alternativa para a exploração do pré-sal brasileiro, pois é a escolha de países como os Estados Unidos.

QUESTÃO 09.

O resgate da iniciativa privada no mundo, talvez tenha custado mais do que o poder público poderia pagar. Evidente. A crise exigiu dos Estados ações pontuais, conjuntas e coordenadas a fim de tomá-la e neutralizá-la, em especial seus efeitos colaterais. Assim foi nos países desenvolvido do Atlântico Norte, como também nos emergentes do hemisfério sul. Não é novidade para o capitalismo reações em cadeia do mercado quanto a desconfiança, quanto a imprudência e má gestão das contas públicas e dos gastos governamentais. A farra dos subprimes ainda não foi toda superada, a irresponsabilidade dos agentes financeiros não pode ser copiada pelos gestores públicos, portanto, as fraudes estatísticas do governo grego podem levantar algumas questões: quanto de real tem na economia? O pior já passou?

A zona do euro certamente se ressentirá das noticias vindas da Grécia. Embora com uma participação tímida na composição do PIB mundial, as mentiras gregas provavelmente terão impactos profundos e em tempos de globalização e integração não importa o tamanho da economia e sim os estragos que uma crise pode provocar. Fora dos números balizadores do Bloco (União Européia) o governo de Atenas recorreu a manipulações de dados a fim de esconder a realidade econômica do país e enganar a rígida fiscalização dos agentes reguladores da União Européia. Tudo isso com a ajudar de bancos e instituições internacionais. Entre as preocupações geradas com as descobertas, encontram-se: alto déficit, em torno de 12 % do PIB, elevada dívida externa, greves e manifestações sociais ganham as ruas e dificultam ainda a solução dos problemas. As cobranças são: controlar os gastos públicos, trancar os cofres, austeridade fiscal e ajuste incondicional das finanças.

Além da Grécia, outros países parecem enfrentar problemas para equacionar seus déficits, são eles: Portugal, Espanha, Irlanda o que coloca a zona do euro em apuros e os problemas devem daqui pra frente terem tratamento adequado, pois não suportaram mais desaforos impensados tanto dos gestores públicos quanto dos investidores privados.

Sobre a economia,julgue os itens:

1 O início da crise está diretamente relacionado aos chamados empréstimos subprime, isto é, empréstimos de segunda linha,

concedidos a pessoas com maior dificuldade de arcar com o pagamento de dívidas.

2 Os empréstimos subprime foram idealizados a partir do esquema de fraudes elaborado pelo financista Bernard Madoff, preso em dezembro de 2008 em Nova Iorque.

3 Em razão de ser uma crise associada ao mercado hipotecário, seus efeitos restringiram-se ao sistema financeiro, afetando apenas empresas de outros setores que se aventuraram no mercado de empréstimos imobiliários, como é o caso da General Motors.

4 O mercado subprime acabou por afetar o sistema bancário porque os empréstimos hipotecários duvidosos foram transformados em títulos revendidos para outras instituições financeiras

5 O Brasil apresenta-se imune à crise, não tem seu PIB abalado pelo atual momento econômico mundial e tem sinais de elevado crescimento econômico para 2009.

6. O Japão, segunda economia do planeta, que já conheceu no passado momento recessivo, prepara-se para impacto duro da crise internacional sobre o seu crescimento.

7 Os países emergentes da Ásia, como a China e a Índia, não manifestam preocupações com a crise do capitalismo, pois seguem com índices de produção e ampliação expressiva dos seus mercados internos.

8 Os aspectos discutidos no encontro bilateral entre os presidentes Barack Obama e Luís Inácio Lula da Silva, em março de 2009, indicam que um dos caminhos para a saída da crise é um plano global, multilateral e cooperativo entre as economias dos hemisférios Norte e Sul.

QUESTÃO 10.Com relação aos aspectos gerais do Distrito Federal e do Entorno,marque a alternativa incorreta

a) A renda média domiciliar bruta mensal no Distrito Federal pode ser cosiderada elava com relação média o restante do país. As maiores rendas (em Salários Mínimos – SM) concentram-se no Lago Sul, Lago Norte, Sudoeste/Octogonal e Brasília. Isto se deve entre outros, ao fato de residirem nestas localidades, os dirigentes do país, funcionários públicos graduados, profissionais liberais, comerciantes, que percebem rendimentos mais elevados.

b) As menores rendas estão em Itapoã , na SCIA – Estrutural  e Varjão , em função das suas próprias condições de invasões e assentamentos caracterizando a segunda fase de ocupação do território urbano do Distrito Federal.

c) Em virtude da concentração de empregos e serviços em Brasília ( RA-I ) temos em momentos de picos uma demanda muito grande por serviços, sobretudo aqueles ligados ao transporte. Parte da solução para o trânsito da capital é a integração dos sistemas o que está privista no programa Brasilia Integrada.

d) Entre os segmentos importantes da economia local, o Comércio e, sem dúvidas, o principal com 42% na participação no Produto Interno Bruto (PIB) do Distrito Federal. Por isso é o setor que mais emprega atualmente.

e) O Distrito Federal, devido às suas características, administrativas, tem no Setor Terciário (serviços) o seu maior peso no PIB

clip_image002

]

Responda a questão de acordo com o mapa acima

a) Á época da construção de Brasília fez-se necessário a criação de núcleos habitacionais para abrigar os   trabalhadores que para aqui vieram. A Cidade Livre, posteriormente denominada Núcleo Bandeirante, surgiu em 1956 e as velhos núcleos habitacionais circuvizinhos foram incorporados ao DF, entre eles aqueles que são definidos como alta polaridade do DF.

b) Com a finalidade de facilitar a administração dessas localidades do Distrito Federal, o território contido no mapa foi dividido em oito Regiões Administrativas e com a urbanização e ocupação do solo se tornaram 29 regiões administrativas.

c) A população da Ride, representada pelo mapa acima, apresenta um grau de instrução elevado, embora cerca de um terço dela ainda tenha formação de primeiro grau incompleto.

d) A renda média domiciliar bruta mensal na região apresentada pelo mapa é semelhante em toda área, com alguma predominância para a região mais e clara.

e) Com a missão de impulsionar a ocupação demográfica e econômica da região central do país, a região central do mapa, tornou-se um pólo de desenvolvimento da sua região de influência e também da Região Centro-oeste

Marque a Alternativa correta de acordo com o gráfico e com seus conhecimentos sobre o Distrito Federal

clip_image004

a)      Dada a reduzida dimensão da área rural e a proximidade de terras mais adequadas à exploração agropecuária circundando o quadrilátero que constitui o seu território, o setor agrícola não tem importância para a composição do PIB do Distrito Federal

b)      Por apresentar o PIB/Per Capita mais expresso do Brasil, nota-se, em função do gráfico acima, uma homogeneidade na distribuição de renda no Distrito Federal.

c)       Regiões como Lago Norte, Lago Sul, Brasília podem ser incluídas entre aquelas onde exista a maior concentração de renda do Distrito Federal, ou seja, o maior número de pessoas que ganham mais de 20 salários mínimos.

d)      Mais de 90% da população do distrito federal ganham mais de dois salários míninos. Isso explica o alto poder aquisitivo dos moradores locais.

e)      A RIDE/DF apresenta dados econômicos semelhantes aos do Distrito Federal, em especial verifica-se um alto poder de compras dos moradores.

Segurança é tema mundial. Há preocupações nessa área em quase todas as grandes capitais do mundo. A respeito desse assunto, julgue os itens a seguir.

26 As soluções para a insegurança presente em capitais como Londres, Paris ou Nova Iorque, que impedem o próprio direito de ir e vir dos cidadãos em seus espaços urbanos, são radicalmente diferentes das que podem ser utilizadas em capitais de países como o Brasil e seus vizinhos na América do Sul.

27 Métodos violentos e a mera repressão ostensiva não são suficientes para explicar as causas mais profundas da violência que amplia o sentimento de insegurança em grandes cidades do mundo.

28 A crescente terceirização da segurança, a privatização dos serviços de defesa de casas e condomínios, entre outros meios crescentes de garantia de segurança em grandes cidades, tem-se mostrado um caminho promissor no campo da melhoria da segurança.

29 Roubos e furtos a bancos de pequenas cidades, fazendas e sítios rurais no Brasil, entre outros crimes, sugerem que há um

fenômeno de interiorização da insegurança.

30 A violência nas grandes cidades do mundo também expõe o consumismo desenfreado e as expectativas egoístas que se formam nas crianças e nos jovens, empurrados cedo para a obtenção de prazeres e bens a qualquer custo, até mesmo por meios ilícitos, o que gera insegurança no meio social em que vivem.

Um lugar sob o comando de gestores, onde os funcionários são orientados por metas, têm o desempenho avaliado dia a dia e recebem prêmios em dinheiro pela eficiência na execução de suas tarefas, pode parecer tudo — menos uma escola pública brasileira. Pois essas são algumas das práticas implantadas com sucesso em um grupo de escolas estaduais de ensino médio de Pernambuco. A experiência chama a atenção pelo impressionante progresso dos estudantes depois que ingressaram ali. Como é praxe no local, o avanço foi quantificado. Os alunos são testados na entrada, e quase metade deles tirou zero em matemática e notas entre 1 e 2 em português. Isso em uma escala de zero a 10. Depois de três anos, eles cravaram 6 em tais matérias, em uma prova aplicada pelo Ministério da Educação. Em poucas escolas públicas brasileiras, a média foi tão alta. De saída, há uma

característica que as distingue das demais: elas são administradas por uma parceria entre o governo e uma associação formada por empresários da região. Os professores são avaliados em quatro frentes: recebem notas dos alunos, dos pais e do diretor e ainda outra pelo cumprimento das metas acadêmicas. Aos melhores, é concedido bônus no salário. Tendo o texto precedente como referência inicial e considerando o atual cenário educacional brasileiro, julgue os itens que se seguem.

8 Em linhas gerais, os procedimentos administrativos e pedagógicos adotados nas escolas pernambucanas citadas no texto assemelham-se significativamente aos que são praticados na maioria das redes estaduais e municipais de educação brasileiras.

9 Os mecanismos de avaliação hoje existentes demonstram a persistência de graves problemas na educação brasileira, os quais, ainda que atingindo mais fortemente a escola pública, também afetam a rede privada.

10 Infere-se do texto que a melhoria do desempenho na educação resulta de um conjunto de ações e de atitudes, entre as quais se situam o planejamento e a avaliação sistemática de alunos e docentes.

11 O texto confirma uma verdade conhecida há tempos: no Brasil, o principal problema da educação básica é a falta de vagas nas escolas públicas.

12 Muitos especialistas acreditam que a inexistência de uma lei geral da educação, que estabeleça as diretrizes e fixe as bases para a organização do sistema educacional, seja a razão principal dos problemas vividos pelo setor

Acerca da educação nacional, julgue os itens seguintes.

47 A educação no Brasil, que já foi prioridade no discurso dos governos passados, não mais apresenta desafios elementares de qualidade do ensino básico.

48 As famílias brasileiras compostas de pessoas menos abastadas vêm demonstrando interesse decrescente na educação de seus filhos.

49 O analfabetismo entre jovens no Brasil, compatível com o de grande parte dos vizinhos latinoamericanos, vem aumentando gradualmente.

50 Mecanismos de avaliação são necessários para a percepção dos gargalos da educação nacional

O conceito de desenvolvimento sustentável envolve noções múltiplas. A respeito desse tema, julgue os itens que se seguem.

41 O desenvolvimento sustentável é definido exclusivamente pela noção de meio ambiente.

42 O homem e a natureza, centros de gravitação do conceito de desenvolvimento sustentável, estão em grande equilíbrio e relação adequada na sociedade contemporânea.

43 A Amazônia, assim como a Patagônia e a Sibéria,são regiões do mundo que geram grande apreensão no que se refere ao equilíbrio ecológico do planeta.

44 A água, fonte necessária à produção de alimentos de qualidade e ao bem-estar humano, está em risco em grande parte do planeta.

45 O desenvolvimento sustentável está hoje para a vida no planeta como uma necessidade, muito mais do que como um luxo para alguns.

46 O conceito de proteção à natureza não deve incluir a sua exploração econômica.

47.Apesar das frustrações de muitos e da timidez apontada por diversos observadores, a COP15 foi o primeiro grande fórum mundial a conseguir aprovar um documento que estabelece metas para a redução das emissões de gases que ampliam o efeito estufa.

48. O G77, do qual fazem parte formalmente Brasil, China, exportadores de petróleo e países pobres, é um grupo bastante homogêneo, sem grandes divergências internas e que defende a redução gradativa das emissões de CO2 dos países ricos.

49.O Brasil, que levou grande comitiva a Copenhague, manifestou sua posição favorável a um acordo, além de se mostrar disposto a ter metas voluntárias, tendo anunciado metas de cortes em relação às emissões de projetadas para 2020.

50. Ao extinguir o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas e deixar de organizar a COP15, ao contrário do ocorrido em Estocolmo, no Rio de Janeiro e em Kyoto, a Organização das Nações Unidas explicitou a perda de sua importância relativa no cenário mundial do pós-Guerra Fria.

Uma resposta em “TEMAS IMPORTANTES – TEXTOS E EXERCICIOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s